segunda-feira, 15 de julho de 2019

Meia de Campinas, deu pódio

A cidade de Campinas estava em festa e eu participei das comemorações.
Dia 14 de julho marca o aniversário da cidade de Campinas no interior paulista que neste ano completou 245 anos, eu meio que sem querer participei da festa.
Pelo 5º ano acontece a Maratona de Campinas, 2019 coincidência ou não a prova foi marcada para o dia 14 de julho mesma data do aniversário da cidade logo a competição que reunião cerca de 3500 corredores entrou para o calendário de festividades em comemoração ao aniversário da cidade.
A maratona (42 km) foi sem dúvida a disputa principal do dia porém concomitantemente outras distâncias também fizeram parte do evento, eu por exemplo estava inscrito nos 21 km mas tínhamos também 14 e 7 km desta forma foi uma competição que fez alegria de todo tipo de corredor.
Disputei a meia maratona em Campinas visando uma preparação e adaptação fisiológica para maratona de Florianópolis que acontecerá em agosto desta forma meu objetivo era mais técnico eu tinha planos de fazer a meia maratona com tempo de até 01:17 minutos e consegui, em Campinas o resultado não era o fator mais importante de toda forma voltei para casa com a conquista de um pódio importante.
As largadas aconteceram simultaneamente as 7 horas, em uma avenida com muito espaço e também sob leve descida ingredientes perfeitos para um início veloz e intenso.
Eu segui no primeiro pelotão até o km 5 éramos 3 atletas do 21 e 6 atletas dos 42 km, foi fácil identificar os adversários pois as cores dos numerais eram diferentes, em certo momento este grupo se fragmentou porém segui no meu ritmo para tentar cumprir o planejado de qualquer forma os atletas que se desgarraram quebraram o ritmo de maneira muito intensa era algo muito acima do que eu pretendia fazer, os km foram passando até que me vi com um atleta local na disputa pela segunda posição ela era mais rápido nos trechos planos enquanto eu conseguia tirar a diferença  nas subidas e descidas ali pela altura do km 18 ele conseguiu abrir uma pequena vantagem que não foi possível neutralizar assim fui o 3º colocado geral na meia maratona.
Pra mim esta disputa foi bem positiva afinal consegui a meta de correr abaixo de 01:17:00 marcado o tempo de 01:16:36"(extra oficial) consegui uma posição de destaque no pódio e o mais importante consegui administrar muito bem os conflitos internos de desconforto gerados quando corremos em altas intensidades 
Meu próximo compromisso será em Taquara Rio Grande do Sul quando na oportunidade disputarei a Faccat Trail Running.
Agradecimento aos meus patrocinadores Clube Recreativo Dom Pedro II, Kailash, Cia da Saúde Lafaiete e também aos apoiadores, Gravetos Gipron, 4X Assessoria Esportiva, Júlio Borba Fisioterapia, Trifosfato, Espaço Life

quarta-feira, 10 de julho de 2019

21 km em Campinas


Visando a preparação para Maratona de Florianópolis que acontece em 25 de agosto no próximo domingo 14 de julho estarei em Campinas disputando a Meia Maratona de Campinas, trata-se de uma prova de 21 km que acontece dentro da prova principal que e a 5ª Maratona de Campinas.
Como e possível ver na imagem acima não se trata de um relevo plano, na verdade o que não falta e sob e desce, soube que nos 21 km temos cerca de 245+ ou seja uma prova onde não será possível pra mim conseguir recorde pessoal.
Muitos devem se perguntar, qual a finalidade disso então? resposta fácil, meus planos são de trabalhar as pernas e o cardio para segurar a intensidade alta que geralmente acontece em provas de rua, mesmo que a gente tenha subidas e descidas a intensidade geralmente e bem maior do que uma prova de montanha, e preciso acostumar a sofrer durante muito tempo sem refresco.
De qualquer forma tenho planos para esta prova que servirão de motivação durante todo os 21 km, quero negativar as passagem do 10 para o 20, depois disso aceleram o máximo que puder no km final, meus planos são.
10 km 00:38:00
10 km 00:37:00
01 km 00:03:30
Total 01:18:30 ou  00:03:44/km
Se conseguir manter este pace final será algo motivador para tentar em agosto estabelecer novo recorde pessoal na maratona.
Vamos ver se dá certo.

Festa em Inhotim

Iron Runner Brasil 2019

O Parque Inhotim continua lindo, no inverno então... um céu azul, sol radiante, clima agradável e muita gente animada assim foi mais uma edição do Iron Runner Brasil que acontece desde 2016 nas dependências do Parque Inhotim.
Mais uma vez participei deste belo evento que vem se consolidado em Minas Gerais e que dentro em breve será o melhor evento de trail runnning do Brasil, disputei a  distância de 21 km que por sinal mais uma vez sofreu pequenas alterações que melhoraram bastante o traçado.
Neste ano eu havia decidido por uma "pegada" um pouco diferente, minha principal meta era curtir a prova um pouco mais, eu queria apreciar a paisagem, fotografar, filmar, interagir com atletas durante a prova, fazer coisas que normalmente não faço pois acabo perdendo momentos preciosos quando o foco e só a vitória, a ação mais legal que fiz foi alinhar no meio da galera nem foi tão atrás assim mais eu estava no meio da galera e o mais interessante foi que alguns atletas que são também amigos e que tinham também total chances de vitória largaram junto comigo ali no bolo... muito legal.

A largada dos 21 km aconteceu as 8:45 min, porém antes tivemos ações importantes por parte dos organizadores, primeiro 1 minuto de silêncio em respeito as vítimas da tragédia em Brumadinho, em seguida o hino nacional logo depois a largada, foi um começo nervoso pois o local era bem estreito porém logo foi possível acelerar, eu fui mais de boa curtindo tudo, registrando tudo que era possível até que em determinado momento eu percebi que estava em uma posição de destaque, eu estava em uma colocação muito boa, acho que entre os 15 primeiros, penso que isso aconteceu devido a forte subida logo no começo da prova afinal estamos falando de uma corrida de montanha.
Segui ganhando posições naturalmente até que mais a frente encontrei com atleta Fagner de Pádua ele que e de Diamantina seguia em uma tocada forte, nesta altura éramos os lideres, Fagner como bom corredor de rua tem a velocidade como sua melhor qualidade mas ele se defendia bem nas subidas mais íngremes assim não foi fácil me manter do seu lado, corremos toda a prova praticamente juntos, a diferente era mínima mas no final consegui abrir uma vantagem suficiente para cruzar a linha de chegada como o campeão da edição 2019 do Iron Runner Brasil.
Foi um sábado iluminado pois consegui correr bem, interagir com tudo a minha volta, vi as montanhas e trilhas de uma forma diferente e no final ainda consegui um bom resultado, começamos o segundo semestre com pé direito.
O calendário segue, no próximo domingo estarei em Campinas disputando uma meia maratona de rua, esta prova faz parte da minha preparação visando a maratona de Florianópolis em agosto.
Agradecimento aos meus patrocinadores Clube Recreativo Dom Pedro II, Kailash, Cia da Saúde Lafaiete e também aos apoiadores, Gravetos Gipron, 4X Assessoria Esportiva, Júlio Borba Fisioterapia, Trifosfato, Espaço Life






terça-feira, 2 de julho de 2019

Iron Runner Brasil 2019


Vem ai mais um Iron Runner Brasil, pelo 4º ano consecutivo estarei prestigiando este importante evento mineiro que tem crescido bastante desde sua criação.
Repetindo os anos anteriores estarei novamente nos 21 km, este ano porém seguirei em uma "pegada" mais light pois minhas pernas não estão em condições de brigar pela ponta de qualquer forma correr em Inhotim e sempre sinônimo de diversão.

 2016
 2017
  2018

CIMTB 2019 #3


Ufa acabou o primeiro semestre, foram muitos treinos e competições importantes minha principal disputa da temporada 2019 já ficou para trás.
Fechando o mês de junho e consequentemente o semestre disputei em Ouro Preto no dia 29 de junho a 3ª etapa da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB), estar nesta prova já fazia parte de meus planos mesmo estando eu em fase de recuperaçao pós mundial de corridas de montanha.
Na CIMTB minha categoria era a master, por lá tivemos um circuito com quase 5 km onde minha categoria percorreu 3 voltas, a competição aconteceu dentro do campus da UFOP.
Infelizmente devido a problemas pessoais eu não consegui fazer o reconhecimento do circuito fator fundamental para que se possa tentar uma performance razoável.
A minha largada aconteceu as 15:30, já sabíamos que seria cerca de 60 minutos de prova para o campeão, mesmo não tendo feito todas as etapas passadas fui chamado para alinhar na primeira fila porém no tiro de largada não adiantou nada minha posição privilegiada, me enrosquei no guidom de um adversários e perdi muitas posições, mantive a calma e segui em busca das primeiros lugares, a cada volta eu conseguia melhorar meu posicionamento mas logo a prova chegou ao fim e eu terminei na 4ª posição.
Muitas sensações se misturaram nesta prova, sofri bastante durante os 61 minutos que demorei para completar as 3 voltas porém o mais evidente pra mim foi que "faltou pernas"... tudo bem, afinal estou voltando de duas semanas de recuperação pós mundial.
Julho mau começou e já tenho outro desafio no próximo final de semana quando irei a Brumadinho disputar a 4º edição do Iron Runner Brasil, uma prova de corrida em montanha na distância de 21 km, tenho 2 vitórias em 3 edições do Iron Runner, será que vem o tri ?
Ainda no mês de julho mais precisamente no dia 14 eu estarei em Campinas disputando uma meia maratona de rua visando a preparação para a maratona de Florianópolis que acontece em agosto, fechando o mês de julho dia 27 estarei em Taquara Rio Grande do Sul disputando a Ultra Maratona Faccat uma corrida de montanha de 56 km.
Por hora são esses meus compromissos, um obrigado aos meus patrocinadores, Clube Recreativo Dom Pedro II, Kailash e Cia da Saúde Lafaiete além e claro dos amigos da mídia que sempre fazem a divulgação de meus resultados.

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Mundial de Trail Running 2019

Obrigado meu Deus pela por me proporcionar momentos maravilhosos junto da seleção brasileira de trail running.
Mais uma vez um especulo nas montanhas, como era de se esperar uma prova fortíssima onde cada um entregou seu máximo em busca de uma vaga no pódio ou simplesmente uma posição melhor.
Eu finalizei a prova na 88ª posição, parece pouco, parece ruim mas eu posso dizer que foi muito bom pois só eu sei o que tive que fazer para estar ali, só eu sei o quanto me entreguei nesta disputa, em se tratando de mundiais não devemos comparar com outras provas promocionais, existem sim dezenas de provas mundo afora que são de alto nível mas, em um mundial esta alinhado ali o melhor dos melhores.
O Brasil foi muito bem, conseguimos melhorar nossa colocação tanto no individual masculino como no individual feminino, a posição de chegada em ambos os naipes não foi tão boa quanto em edições passadas porém o melhor indicador para avaliar nossa participação vem do percentual de tempo perdido por nós mediante comparação da nação vencedora, nossa equipe masculina foi 12,5% mais lenta que a  campeã França, já a feminina foi 21,9% mais lenta, foi bom mas os números mostram que temos muito trabalho pela frente.
Abaixo algumas fotos de minha passagem pelo mundial.



























segunda-feira, 27 de maio de 2019

O Mundial tá logo ali

No começo era apenas um sonho, depois colocamos no papel e virou planejamento, em seguida começamos a trabalhar para conquistar as metas que viriam pelo caminho, agora estou só aguardando a chegada do dia 02/06/19, nesta data embarco para Portugal para mais uma experiência fantástica representar o Brasil no Campeonato Mundial de Trail Running 2019.

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Training Camp Fraleon Esportes

Uma pequena parada nos treinamentos para participar do 1º Training Camp da Fraleon Esportes, assessoria esportiva do meu amigo Jorge Fraleon que tem sua sede em Pará de Minas.
O TC teve um pouco mais de 6 horas de duração divididos em dois dias, no sábado estivemos no auditório do Suntory Hotel onde e por lá rolou um belo bate papo sobre trail running englobando vários temas sendo os principais equipamentos, táticas de prova, alimentação e hidratação além de uma ampla discussão sobre como se encontra a modalidade no Brasil segundo a visão dos participantes.
Já no domingo foi o momento de compartilhar com todos participantes minhas experiências pessoais na modalidade, foram ao todo 150 minutos de trilhas dos mais diversos tipos onde pudemos colocar em prática tudo que havia sido dito minutos antes.
Foi um final de semana produtivo, gostei das pessoas, as trilhas e de toda recepção que recebi em Pará de Minas, espero voltar mais vezes para explorar um pouco mais das trilha além e claro de seguir fortalecendo os laços de amizade com esse povo legal D+.
Abaixo algumas fotos de nossas atividades.